quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Contando ninguém acredita

Quem disse que a vida é fácil??!!!




Depois de mais de uma semana sem notícias ou sinal de vida, ela sentada na mesa do almoço com seu grupo de amigos do trabalho, recebe finalmente um telefonema do "namorado".

Extremamente irritada já que na véspera tinha tentado falar com ele - mais uma vez sem sucesso - para assunto profissional de interesse dele e de mais ninguém, atende indo direto ao ponto.

Ele: A que horas vai estar em casa hoje a noite? preciso falar com você!
Ela: (ignorando totalmente as palavras dele): Me manda por favor a tabela de preços atualizada porque tenho clientes me cobrando? Te liguei ontém para pedir isso. Agora repete por favor o que falou porque não entendi (mentira! não só entendeu como sabia o que queria falar e porque)
Ele: Precisamos conversar. Que horas vai chegar hoje?
Ela: Acredito que a partir das 19:00 já esteja. Posso saber a respeito do que quer falar?
Ele: "Da gente". De nós dois!
Ela (debochadamente e sendo irônica - um de seus grande defeitos): Mesmo? que sério!
Ele: Estou me sentindo preso, não sou eu mesmo, precisamos conversar! Desse jeito não tá legal
Ela (conhecendo seu namorado com a palma de sua mão e sabendo que com certeza isso era uma reação ao esporro de um amigo que tomou suas dores no final de semana quando o "bonito" deixou mais um furo): Tranquilo! eu nunca te achei tão solto, mas se não está bem, vamos falar sim! precisamos mesmo.
Ele: A noite irei lá então
Ela (pensando que finalmente resolveriam tudo mas com aquela vozinha interior gritando que não era para se animar): Ok. Quer que eu te ligue para avisar quando chegar?
Ele: Não precisa. Eu te ligo antes de sair de casa.
Ela: Blza!
Ele: Fica com Deus e uma boa tarde de trabalho
Ela: Idem
Claro que esse foi o assunto da tarde e todos queriam saber no que resultou essa "DR" em plena quarta a noite (aliás, dia de jogo do Campeonatao Carioca).

Devo explicar que o relacionamento é o mais louco que a menina já viveu e que nem dá para comparar com nada que seja normal. Mas, ela topou. Afinal, queria saber como era ter um lance e quem sabe ele viraria romance?

Ela define como um "lance" já que oficialmente (digo perante a hipócrita sociedade), eles não tem compromisso um com o outro. Não eles tem regras sim! não podem ir para a cama com mais ninguém que não seja o outro, não ter outro "namorado" que não seja o outro e por aí vai!
De um jeito louco é bem verdade, mas afinal, quem disse que o amor foi feito para ser racional?! Até onde eu sei são bem felizes assim e a pele da menina tá cada dia com menos rugas! hi hi hi

Pois bem, para finalizar, acho que todos naquele almoço - muito mais que a menina, queriam que chegasse logo o dia seguinte para que ela contasse afinal, o que queria o "preso" (pobre coitado!!!). Hoje a pergunta que não quis calar no departamento foi "I AÍ"?

Advinhem?! Eu acertei!
Claro... ele não foi! kkkkkkkkkk

O final da história? eu conto depois! ela ainda não terminou... ;)

Obs: Adoro esses ataques de macho deles!


quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

O pensamento do dia, da semana, do mês, do ano...

Eu assistindo ao pôr do sol no lugar que tanto amo!
Praia Grande - Arraial do Cabo - RJ



"Tudo pode ser repensado, substituído, modificado, conservado ou recriado, se acharmos assim adequado em razão do que julgarmos melhor para nós e para o nosso mundo"
Hammed

quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Que ninguém se meta!

Hoje descobri que realmente mudei em relação a opinião das pessoas.
Também mudei no grau de avaliação do que ainda tenho pela frente.
Sonhar sim e realizar mais ainda. Agora só o que é realmente possível e realizável!

Partindo daí:

* Ainda sonho em casar e ter meus filhos (me perdôo porque só passei a almejar isso depois dos 30 e tantos);
* Ainda sonho (como consequência do primeiro - ou prévia?), acertar meus ponteiros com minha metade da laranja;
* Ainda penso ser possível trabalhar no que gosto - e sei muito bem fazer, sendo bem remunerada por isso;
*Ainda vou ter minha casa duplex com varanda na janela do quarto, jardim e piscina - necessariamente nessa ordem;
* Vou continuar acreditando em Deus e amando meus pais e irmão sobre todas as demais pessoas mesmo sabendo que assim como eu ele também não são perfeitos;
* E, principalmente, não vou mais ter pressa. Para nada. Absolutamente nada!!!!!


No mais? A gente vai vivendo!

domingo, 9 de janeiro de 2011

Porque hoje é meu dia: Viva eu!


A Morte Devagar

Martha Medeiros


Morre lentamente quem não troca de idéias, não troca de discurso, evita as próprias contradições.

Morre lentamente quem vira escravo do hábito, repetindo todos os dias o mesmo trajeto e as mesmas compras no supermercado. Quem não troca de marca, não arrisca vestir uma cor nova, não dá papo para quem não conhece.

Morre lentamente quem faz da televisão o seu guru e seu parceiro diário. Muitos não podem comprar um livro ou uma entrada de cinema, mas muitos podem, e ainda assim alienam-se diante de um tubo de imagens que traz informação e entretenimento, mas que não deveria, mesmo com apenas 14 polegadas, ocupar tanto espaço em uma vida.

Morre lentamente quem evita uma paixão, quem prefere o preto no branco e os pingos nos is a um turbilhão de emoções indomáveis, justamente as que resgatam brilho nos olhos, sorrisos e soluços, coração aos tropeços, sentimentos.

Morre lentamente quem não vira a mesa quando está infeliz no trabalho, quem não arrisca o certo pelo incerto atrás de um sonho, quem não se permite, uma vez na vida, fugir dos conselhos sensatos.

Morre lentamente quem não viaja, quem não lê, quem não ouve música, quem não acha graça de si mesmo.

Morre lentamente quem destrói seu amor-próprio. Pode ser depressão, que é doença séria e requer ajuda profissional. Então fenece a cada dia quem não se deixa ajudar.

Morre lentamente quem não trabalha e quem não estuda, e na maioria das vezes isso não é opção e, sim, destino: então um governo omisso pode matar lentamente uma boa parcela da população.

Morre lentamente quem passa os dias queixando-se da má sorte ou da chuva incessante, desistindo de um projeto antes de iniciá-lo, não perguntando sobre um assunto que desconhece e não respondendo quando lhe indagam o que sabe. Morre muita gente lentamente, e esta é a morte mais ingrata e traiçoeira, pois quando ela se aproxima de verdade, aí já estamos muito destreinados para percorrer o pouco tempo restante. Que amanhã, portanto, demore muito para ser o nosso dia. Já que não podemos evitar um final repentino, que ao menos evitemos a morte em suaves prestações, lembrando sempre que estar vivo exige um esforço bem maior do que simplesmente respirar.


*******************************************************************

Eu, como sobrevivente a muitos males da alma - e a um cura que parecia impossível, só tenho a dizer o seguinte: Eu vivo. Vivo intensamente o hoje e o agora! Afinal, "o amanhã poderá não mais chegar".

Aprendi a arriscar, a bancar meus erros e acertos e, principalmente a me bastar!

Que assim seja hoje e sempre. Parabéns para mim! ;)





quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Hoje é "Dia de Reis"


"Hoje é o dia de Santos Reis
Anda meio esquecido
Mas é o dia da festa
de Santos Reis
Hoje é o dia de Santos Reis
Anda meio esquisito
Mas é o dia da Festa dos Santos Reis..."
A festa do Santo Reis - Tim Maia



Ai como eu gosto de lembrar desse dia!
Ainda pequena, lembro da ansiedade que era ficar na janela esperando a hora deles passarem!
Eu sabia que era no mesmo dia que se desmontava a árvore de Natal! rss
Melhor ainda só se estivesse no "morro" (era como carinhosamente chamávamos o local onde se localizava o sítio do meu avô). Porque de lá sim! do muro da casa do morro se tinha uma visão privilegiadíssima dos "Moço" que passavam tocando e cantando com suas roupas multi coloridas aquelas músicas que eu não entendia mas que ainda hoje me fazem chorar de emoção só de lembrar o que eu sentia! Eu, definitivamente, amo a cultura brasileira.

Esse ano, às vésperas de completar 39 anos, fiquei feliz da vida ao abrir o site da Prefeitura da minha cidade e ver que hoje tem Folia de Reis aqui! Não é o máximo?!!!! E mais, a coisa já acontece desde 1965! Arrasaram!
Um lindo dia de luz (dos Reis) a todos!
Bjs

terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Volta!

Brinde com amigos na Praia do Peró - Cabo Frio


Completanto a postagem anterior....
Seu rosto nunca esteve tão vivo e eu com tanta certeza do que vem pela frente!
Os pensamentos voltaram a ser muito presentes e sua presença, bem sua presença é constante!
Isso me fez lembrar um texto de uma música "Água viva" do Raul que eu amo:

"Eu conheço bem a fonte / Que desce aquele monte / Ainda que seja de noite / Nessa fonte está escondida

O segredo dessa vida / Ainda que seja de noite..." Pois é...

Ah, se volta! Ele voltou como voltaram também várias coisas:
A esperança - que foi renovada após o brinde de champagne na virada do ano com amigos!
Volta a ansiedade em saber se você vem ou não no final de semana!
Volta a angústia em acordar correndo e olhar para cima para ver se afinal, "hoje tem ou não tem sol". Sim, porque janeiro sem sol é o "Ó" e, definitivamente, não combina! rss

Então, vida que continua seguindo. rss