terça-feira, 13 de dezembro de 2016

Estamos por aí...

Tava por aí
Olhando, sentindo, te amando e andando
Gozando sempre
Tava mesmo por aí
Dançando, bebendo, correndo, saindo e ficando
Tomando chuva

Mas tudo bem, cê tava por aí também
Mas, tudo bem, eu tava por aí também

E foi assim que eu te encontrei
Bonita, peituda, cheirosa, pedante, teimosa
Fazendo finta
De vez em quando você vem
Chegando, bulindo, aplaudindo, somando e assumindo
Pintando a sete

Mas tudo bem,cê tava por aí também...

Sou Zé Malandro, sou de rua
e bem que eu gosto
São Jorge é quem manda na lua
me disse que eu tudo posso
A vida continua nua e crua
e muito boa
O vento é o leque da pessoa
que andava a toa

Mas tudo bem, cê tava por aí também...

Você me fez acreditar no calor de um amor do passado
que invadiu,já pintou e bordou noutras vidas
Foi refogando a minha alma com ervas daninhas
Molambo,bendita, princesa bonita, formosa que me conquistou
Mas quando o tempo fecha a ponte
eu desponto sem teto
é um pretexto pra você ficar por aí.

Mas tudo bem, tava por aí também...


Estar por aí a seu lado tem sido maravilhoso... ♥

sexta-feira, 19 de agosto de 2016




Um homem precisa viajar.
 Por sua conta, não por meio de histórias, imagens, livros ou TV
Precisa viajar por si, com seus olhos e pés, para entender o que é seu, para um dia plantar as suas próprias árvores e dar-lhes valor.
 Conhecer o frio para desfrutar o calor. E o oposto.
 Sentir a distância e o desabrigo para estar bem sob o próprio teto.
Um homem precisa viajar para lugares que não conhece para quebrar essa arrogância que nos faz ver o mundo como o imaginamos, e não 
simplesmente como é ou pode ser.
 
Que nos faz professores e doutores do que não vimos, 
quando deveríamos ser alunos, e simplesmente ir e ver.
Amir Klynk